Um dos principais problemas para a realidade virtual hoje é a forma que interagimos e controlamos a experiência. É possível utilizar controles ou o movimento da cabeça para selecionar menus ou fazer ações, mas essa forma de controlar o mundo virtual acaba diminuindo a imersão e deixando a experiência menos interessante.

Uma das primeiras ações que qualquer pessoa tem ao colocar um óculos de realidade virtual é, instintivamente, olhar suas mãos. A falta desse elemento faz imediatamente com que a pessoa se lembre que está em um ambiente virtual.

A luva Manus VR

Inicialmente produzida para ser utilizada com o HTC Vive, a Manus VR é uma luva com sensores potentes, atingindo tempo de resposta menor do que 5 ms. A ideia por traz da luva é deixar o movimento da mão completamente livre, sem que atrasos sejam sentidos pelo seu usuário. Com autonomia para 8h de uso, sensores de vibração integrados e conexão wireless, a Manus promete revolucionar a forma que você experimenta qualquer experiência virtual.

Confira o trailer de lançamento do produto:

Por ser o primeiro item da categoria a ser produzido em larga escala, a Manus pode começar uma revolução. Se a compararmos com outros tipos de controles mais avançados, como os do HTC Vive ou o Oculus Touch, a luva tem completa autonomia e poderá substituí-los no futuro. Seu SDK possui código aberto e já está sendo distribuído pela desenvolvedora, através do Github.

No momento é possível fazer uma reserva do kit de desenvolvimento no site da Manus VR, que sai por 250 euros.

Sem data prevista para chegar aos consumidores, a Manus ainda tem alguns bons meses (ou anos), assim como aconteceu com o Oculus Rift, para se tornar um produto final para o consumidor.

Confira mais sobre a Manus VR no site da desenvolvedora, clicando aqui.